VÁRZEA O MUIDO É GRANDE: Otoni Costa: abandonei ação quando fui diplomado e recebi o que era de direito.

 

O MUIDO É GRANDE
O Vice-Prefeito do município de Várzea, Otoni Costa Medeiros, que está envolvido em uma ação que pede a cassação de seu mandato e do prefeito, José Ivaldo Morais (DEM) entrou em contato com o Parlamentopb e justificou as razões pela qual firmou acordo na Justiça do Trabalho, recebendo R$ 30 mil referentes aos honorários de uma ação em que ele advogou contra o próprio município onde foi eleito em 2008.
Otoni Costa confirmou que advogou em uma ação trabalhista movida por Alcimar da Costa Rocha contra o Município de Várzea até o ano de 2008, mas que quando foi diplomado abandonou a ação e que tem como provar. Ele disse explicou que em 2008 a ação já havia transitado em julgado, como também, criado o precatório. E que apenas recentemente a prefeitura negociou todas as ações que tinha na Justiça do Trabalho, sendo mais de duzentas ações, entre as quais, a que o seu (ex) cliente havia movido em 2007.
– Entenda o caso. O rapaz entrou com uma ação contra o município porque não havia sido convocado no concurso em 2007. Em 2008 quando eu ainda não era vice-prefeito a ação transitou em julgado e o precatório foi criado, isso tudo antes da minha diplomação. Quando eu fui diplomado eu não poderia advogar, então abandonei a causa e tenho como provar. Em 2011, a prefeitura negociou mais de 200 ações que tinha na Justiça do Trabalho, uma delas era essa. Eu recebi o que me era de direito, retroativo ao tempo em que advoguei na causa. O que eu fiz não é ilegal nem imoral.
O Vice-prefeito disse ainda que essa denúncia contra ele e o atual prefeito de Santa Luzia, faz parte de uma manobra do ex-prefeito Waldemar Marinho Filho (Demazinho), para tirar o seu nome do foco, já que ele é pré-candidato do PSB à sucessão municipal do ano que vem e também está respondendo a ação para que devolva aos cofres os prejuízos que causou.
– A prefeitura de Várzea já entrou com uma ação publica contra o ex-prefeito para que ele venha a ressarcir esse prejuízo para o município.Não fosse a negligência dele, se negando a nomear o rapaz, por razões politiqueiras, a prefeitura não teria tido esse prejuízo. Ele quer se defender me acusando de uma coisa que eu tava no meu direito.

Alinne Simões

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: