Em 1º discurso como senador, Cássio fala da trajetória, alfineta Santiago e comemora fim da novela jurídica.

                 TSE mantém cassação do governador da Paraíba

A história de Cássio em 50 minutos. É assim que pode ser resumida a solenidade de posse do ex-governador Cássio Cunha Lima (PSDB), que agora é Senador da República. Assim como previsto, Cássio foi empossado às 18h (horário de Brasília) e logo após fez o juramento já foi conclamado para participar das votações nominais da Casa.

Apenas 30 minutos depois é que Cunha Lima, fugindo do regimento interno da Casa, conseguiu realizar o seu primeiro pronunciamento como Senador.

O senador Cícero Lucena, que estava inscrito para proferir o discurso cedeu gentilmente a Cássio a vez e possibilitou que o discurso acontecesse hoje.

Em pouco mais de 10 minutos, Cássio ocupou a tribuna, falou da trajetória política, dos 23 anos de idade até hoje, alfinetou o terceiro colocado, Wilson Santiago, a quem destacou que não teve votos para ficar no mandato e finalizou comemorando o fim da novela jurídica e agradecendo a presença dos familiares e políticos paraibanos na solenidade.

Foi breve, mas Cássio fez questão de deixar sua marca. “Mais do que uma Ficha Limpa eu tenho uma vida limpa”

VEJA COMO FOI O PASSO A PASSO DA SOLENIDADE

AO VIVO: em discurso, Cássio corrige Aecio Neves e diz que Santiago não deixou Senado por decisão da justiça e sim porque não teve votos

Ainda no discurso, Cássio Cunha Lima fez uma correção ao colega tucano Aecio Neves, que disse que o senador Wilson Santiago deixou o mandato por decisão judicial. Cassio, ao retornar o discurso, avisou: “Me permita senador Aecio. O senador WIlson Santiago não deixou o mandato por decisão judicial, e sim porque nao teve votos”, falou.

AO VIVO: senador Aecio Neves é o primeiro a pedir um aparte no discurso de Cássio e diz que a bancada do PSDB precisa da liderança do tucano

O senador Aecio Neves foi o primeiro a pedir um aparte no discurso do senador Cássio Cunha Lima. Em breves palavras, Aecio disse que a bancada do PSDB necessitava da liderança de Cunha Lima, sinalizando o convite para que o tucano paraibano assuma o posto de líder do PSDB no Congresso Nacionaç

“Nossa bancada precisa da sua liderança”, disse Aecio.

Ainda no aparte, Neves lembrou de Santiago e elogiou a postura correta do peemedebista durante passagem pela Casa. Aecio disse que Santiago teve que sair por determinação da justiça, mas que prestou bem o seu papel.

” Me permita uma palavra, o senador Wilson Santiago cumpriu o seu dever, portanto hoje é um dia de festa para o parlamento, um dia que se refaz a justiça”.falou

AO VIVO: da tribuna do Senado, Cássio diz que foi vítima de equívoco e mesmo assim cumpriu a pena que lhe foi imposta – a inelegibilidade de três anos

O tucano continua ressaltando que juiz nenhum pode substituir a soberania do voto popular. Cássio ratifica que foi vitima de equívoco da Justiça e que foi cassado injustamente, porém, cumpriu a pena que lhe foi imposta – a inelegibilidade de três anos.

AO VIVO: Cássio inicia discurso e garante “Mais de que uma Ficha Limpa eu tenho uma vida limpa”

O senador Cássio Cunha Lima quebrou o protocolo e realizou o seu primeiro pronunciamento na Casa, minutos após a posse no Senado Federal. O senador Cícero Lucena foi o responsável por propiciar que as primeiras palavras de Cássio fossem proferidas também hoje, mesma data que a posse.

Em seu discurso, Cássio fez uma trajetória de sua vida pública e voltou a ratificar que mais de que uma Ficha Limpa tem uma vida limpa.

“Começei minha trajetória com 23 anos, fui prefeito de Campina por três mandatos. Governei o Estado da Paraíba em duas oportunidades e estive na Câmara Federal por outro momento e também tive a honra de dirigir o destino da Sudene. Durante todo o tempo acumulei experiências e vivencias e agora, ocupo essa tribuna, que já foi usada pelo meu tio Ivandro e ao meu pai Ronaldo, para anunciar ao Brasil que chego com a consciência tranqüila, baseada na minha trajetória. Posso dizer em alto e bom som. Mais de que uma Ficha Limpa eu tenho uma vida limpa”.

AO VIVO: Senado Federal empossa Cássio Cunha Lima como o mais novo Senador da República; tucano inicia discurso em tom emocionado

O FIM DE UMA ESPERA. Pontualmente às 18h (horário de Brasília), o Senado Federal deu inicio a cerimônia de posse do tucano Cássio Cunha Lima. Passados mais de um anos das eleiões e com um atraso de nove meses e oito dias do início do mandato, Cássio enfim é oficialmente Senador da República.

Cássio Cunha Lima (PSDB) foi empossado numa cerimônia rápida, de menos de 1 minuto, que teve apenas o juramento.

“Com os poderes conferidos a mim, proclamo empossado Cássio Cunha Lima senador da República”, disse José Sarney, encerrando a cerimônia.

Logo que foi empossado, Cássio já foi convocado para participar da votação de mensagens que indicam autoridades e deu seu primeiro voto como senador.

A expectativa é que ainda hoje o tucano faça seu primeiro pronunciamento na Casa.

Antes de assumir, Cássio fez críticas à aplicação da norma da Lei Ficha Limpa nas eleições de 2010 e defendeu a validade parcial para a disputa municipal de 2012.

Segundo ele, a Ficha Limpa não pode retroagir para crimes cometidos antes de sua vigência. Amanhã, o STF (Supremo Tribunal Federal) deve decidir a validade da lei e o alcance dela nas futuras eleições.

O tucano disse que não há nenhum incômodo em assumir o mandato mesmo tendo sido barrado. Ele teve a candidatura suspensa porque teve o mandato de governador cassado em 2009 por abuso de poder econômico e político e por conduta vedada a agente público. “Tenho mais do que Ficha Limpa, uma vida limpa. A cassação foi em cima de uma avaliação subjetiva.”

Os tucanos José Serra e Sérgio Guerra prestigiaram a posse de Cunha Lima.

A chegada de Cunha Lima reforça a bancada da oposição e tem efeito na correlação de forças do PMDB, que perdeu a vaga que era ocupada por Wilson Santiago e alinhado com o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP) e o líder do PMDB, Renan Calheiros (AL).

Além de Cunha Lima, o Senado também deve empossar mais dois senadores barrados pela Ficha Limpa em 2010.

PRESENÇAS

As principais autoridades do Estado da Paraíba esteviram em Brasília prestigiando o evento, a exemplo do governador Ricardo Coutinho (PSB) e o vice-governador Rômulo Gouveia (PSD). Prefeitos de várias cidades paraibanas também estiveram na solenidade, a exemplo do prefeito de João Pessoa, Luciano Agra. Além dos prefeitos, deputados, vereadores e lideranças políticas de todas as regiões do Estado fizeram questão de se dirigir à Brasília para acompanhar a posse do senador.

Uma presença marcante que já está em Brasília desde a noite de ontem foi o ex-governador Ronaldo Cunha Lima que voltou ao Senado desta vez para ver o filho ser empossado no cargo para o qual foi designado por mais de um milhão de paraibanos em 2010. O também ex-senador e agora segundo suplente de Cássio, Ivandro Cunha Lima também acompanhou a posse, a exemplo do primeiro suplente José Gonzaga Sobrinho, o Deca do Atacadão.

ENTENDA

Mais votado para o Senado na Paraíba, ele teve sua candidatura barrada com base na Lei da Ficha Limpa.

Em 2009, a Justiça cassou o mandato de Cunha Lima, então governador do Estado, por abuso de poder econômico e político nas eleições de 2006.

Nas decisões do STF em favor de Cunha Lima, o ministro Joaquim Barbosa, relator do caso, lembrou que o STF decidiu que a Lei da Ficha Limpa não vale para as eleições do ano passado.

Ao todo, houve seis mudanças no Congresso por conta da decisão –duas na Câmara dos Deputados e quatro no Senado.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: